Guilherme Paulus prevê inauguração de novo hotel em São Paulo até 2021

A cidade de São Paulo poderá comemorar, em breve, a futura inauguração de mais um luxuoso hotel pertencente à famosa rede de lazer GJP Hotels & Resorts. A instituição, presidida pelo renomado empresário Guilherme Paulus, atua no setor hoteleiro desde o ano de 2005 e se destaca por administrar famosas bandeiras hoteleiras. Dentre estas, destacam-se a Linx e a Prodigy. A primeira bandeira está presente no bairro do Galeão, no Rio de Janeiro, e em Confins, Minas Gerais. Já a segunda bandeira está presente no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo. O novo hotel anunciado pelo empresário Guilherme Paulus, muito provavelmente, não assumirá nenhuma das bandeiras administradas pelo grupo GJP Hotels & Resorts. A intenção, de acordo com o empresário e fundador da GJP, é criar uma bandeira totalmente nova.

A localização para o novo empreendimento não poderia ser melhor. O local escolhido para o estabelecimento do luxuoso hotel foi a prestigiada Avenida Cidade Jardim. Vale a pena destacar que a edificação que alojará o novo hotel abrigou, no passado, a respeitada agência de publicidade DPZ. O novo empreendimento deverá manter o elevado padrão de serviço já apresentado pelas marcas irmãs e a previsão, até o momento, é a de que serão ofertados até 65 quartos aos futuros hóspedes. Os clientes terão também à sua disposição um requintado restaurante, além de área específica para a realização de eventos e cerimônias. Se prevê também a oferta de rooftop. Certamente, a nova opção será pário duro para a concorrência.

Os empreendimentos criados e administrados pelo empresário Guilherme Paulus são reconhecidos nacional e internacionalmente pelo elevado padrão de qualidade. Além disso, o empresário tem se tornado famoso devido à sua importante contribuição para o desenvolvimento do turismo no Brasil e fora dele. Não à toa, a conceituada revista IstoÉ Dinheiro reconheceu o empresário Guilherme Paulus como o Empreendedor do Ano em 2017 na categoria “Serviços”.

O empresário não é conhecido apenas por presidir a rede GJP. Ele foi, também, o responsável pela evolução surpreendente da CVC Viagens. Sua postura administrativa arrojada foi a responsável por elevar a pequena loja na cidade de Santo André ao posto de mais poderosa operadora de viagens em atuação no país. A ordem de faturamento anual da empresa ultrapassou a casa dos 5 bilhões de reais.

Guilherme Paulus demonstrou sua flexibilidade gerencial e empreendedora também no setor da aviação. No ano de 2006, o empresário comprou a Webjet e sua única aeronave e, no ano de 2011, vendeu a empresa para a Gol com então 20 aeronaves.

Felipe Montoro Jens apoia melhorias

 

No passado, algumas pessoas achavam que o BNDES tinha o monopólio do financiamento de infraestrutura. Com o novo modelo, esse conceito diminuirá. Isso porque o novo modelo permite a participação de investidores privados e permite a competição entre credores privados. Felipe Montoro Jens informou que não haverá um setor específico de infraestrutura que será a principal prioridade para os fundos de investimento. O presidente do BNDES afirmou que os investidores não poderão escolher qual setor financiar.

Prefeito de Campina Grade discute PPPs com Banco do Nordeste

Como todo setor de infraestrutura no Brasil precisa de várias melhorias, o BNDES alocará recursos conforme necessário. Felipe Montoro Jens disse que o BNDES está planejando vender o suficiente de suas ações em várias empresas para fazer cerca de 10 bilhões de reais. Não está planejando reduzir seus preços. No entanto, a possibilidade de deixar suas participações no futuro próximo dependerá do mercado. Felipe Montoro Jens está otimista sobre a fundação do novo modelo de financiamento de infraestrutura e as muitas oportunidades que ele criará.

 

Por muitos anos, Felipe Montoro Jens tem apoiado ideias de melhoria no Brasil. Ele é especializado em finanças e infra-estrutura e ajuda grandes corporações e entidades privadas a desenvolver estratégias financeiras poderosas. Sua formação em infraestrutura inclui estratégias do governo estadual, soluções econômicas de resíduos, eliminação de resíduos corporativos e responsabilidade ambiental. Felipe estudou negócios na Fundação Getulio Vargas, uma das escolas de negócios de maior prestígio no Brasil.

 

Depois que ele terminou sua educação lá, ele foi para a Thunderbird School of Global Management da Arizona State University. É uma instituição de ponta para treinamento em gerenciamento de negócios globais. Felipe entrou no mundo corporativo dos negócios, e rapidamente subiu a escada com várias promoções e afiliações no conselho. Ele trabalhou para várias empresas globais respeitadas e sua inovação foi valiosa em muitos dos principais projetos de infraestrutura. A carreira de Felipe no mundo da infra-estrutura se estende por mais de 25 anos. Ele está determinado a continuar o desenvolvimento econômico do Brasil.

Homenagem de Guilherme Paulus aos 35 anos de Fundação 25 de Janeiro

Guilherme Paulus, presidente do grupo GJP e um dos nomes mais conceituados no setor turístico e hoteleiro do país, em homenagem a Fundação 25 de Janeiro publicou uma carta aberta destacando alguns pontos dos 35 anos de existência da instituição. A entidade sem fins lucrativos detém as marcas São Paulo Convention & Visitors Bureau e a Visite São Paulo, ambas voltadas para o mercado turístico da região. Em seu texto, diante do comprometimento dos envolvidos com o trabalho e o resultado alcançado, o empresário define as três décadas e meia de atividades da Fundação como um marco histórico no segmento de viagens, eventos e turismo.

O eleito “Empreendedor do Ano” no setor de serviço, premiado pela IstoÉ em 2017, não deixou de mencionar os associados da instituição em seus agradecimentos. Segundo Guilherme Paulus, os afiliados são responsáveis por contribuir fortemente com a movimentação de mais de 40 setores da cadeia produtiva do turismo, e assim, consequentemente, favorecer o fomento da economia e a ampliação de criação de oportunidades com captações e apoio a eventos realizados no Brasil e no exterior. Ainda ressaltou que estes profissionais, cujo intuito é oferecer a excelência “na arte de bem receber” e promover São Paulo, buscam atuar de modo a impulsionar o desenvolvimento de medidas para atrair mais visitantes ao destino desejado, seja por meio de ações publicitárias de marketing e conteúdo ou através de feiras do trade em território nacional e internacional.

Nas palavras da carta divulgada por Guilherme Paulus o emprenho dos profissionais relacionados ao segmento é enaltecido devido à cooperação com o crescimento de São Paulo e com a geração de negócios durante todos os dias do ano. Apesar dos muitos desafios vivenciados nos 35 anos de Visite São Paulo, o compromisso com a busca de melhores oportunidades para o município sempre prevaleceu, deixando um saldo positivo graças à geração de relacionamento, procura por tecnologias aplicáveis no dia a dia, antecipação de tendências e as pesquisas sobre novidades referentes a eventos para agregar no calendário.

Além do reconhecimento reportado aos parceiros envolvidos, que fazem ou em algum momento fizeram parte deste importante marco para São Paulo, Guilherme Paulus também parabenizou a Fundação 25 de Janeiro pela disposição demonstrada nestes 35 anos. O sócio-fundador da agência de viagens CVC enfatizou nesta congratulação a atuação na elaboração de ações em prol do segmento, o desenvolvimento do destino e o incremento ao turismo com o objetivo gerar mais valor em áreas como gastronomia, hospedagem, comunicação, compras, sinalização, encontros, conteúdo e transporte. O empresário lembra que é possível encontrar um pouco mais sobre a Fundação no livro comemorativo lançado no aniversário de 30 anos da instituição.

Sempre demonstrando muita positividade em seus discursos, Guilherme Paulus, que com seus quase 50 na área de turismo é reconhecido nacional e internacionalmente por seus empreendimentos de sucesso, finaliza seu texto demonstrando otimismo com o futuro após mencionar o novo momento do Brasil, que, em sua visão, é um “ciclo inédito”. Para ele, é importante ter confiança em “um futuro próspero e cheio de oportunidades”.

Hotel de Guilherme Paulus ganha prêmio em cerimônia internacional

Pelo segundo ano em sequência, o Wish Resort Foz do Iguaçu, um dos hotéis da rede GJP Hotels & Resorts, que foi criada no ano de 2005 pelo empresário Guilherme Paulus, venceu a categoria de “Melhor Resort para Famílias da América do Sul”. Esse prêmio foi entregue durante o World Travel Awards (WTA) de 2018, que é considerado como o Oscar do ramo da hotelaria.

Atualmente em sua 25ª edição, a cerimônia do World Travel Awards foi realizada na cidade de Guayaquil, no Equador. Esse prêmio possui um amplo reconhecimento internacional e é uma referência entre os empreendedores da área do turismo e também entre o público que se interessa pelo assunto. Dois anos antes, outro hotel da rede de Guilherme Paulus também já havia sido premiado no evento, na prestigiada categoria de “Melhor Resort do Brasil”.

Na edição de 2018, alguns outros hotéis do Brasil também ganharam prêmios, como o Dom Pedro Laguna, de Fortaleza, que conquistou o título de “Melhor Resort de Praia”, também o Hotel Saint Andrews, de Gramado, o qual ganhou a categoria de “Melhor Hotel de Luxo”. Além disso, algumas cidades também ganharam prêmios, como o Rio de Janeiro, que foi escolhido como o “Melhor Destino para Turismo Esportivo”.

https://www.facebook.com/guilhermejesuspaulus

Na premiação World Travel Awards, os indicados de cada categoria competem através de uma votação aberta ao público, a qual considera diversos aspectos, como a qualidade no excelência no atendimento aos hóspedes, a infraestrutura do hotel, e o desempenho do resort nos negócios.

 Wish Foz do Iguaçu

O Wish Resort Foz do Iguaçu pertence ao Grupo GJP, do executivo Guilherme Paulus, desde o ano de 2009, período no qual passou por um amplo processo de reestruturação. Nos dias de hoje, depois de ser modernizado, o resort conta com um espaço de cerca de 225 hectares de área de lazer, e ainda se destaca por sua qualidade gastronômica.

No total, o resort possui mais de 200 apartamentos, além de jacuzzis, piscinas para crianças e adultos e crianças, salão de beleza, adega, saunas, trilhas e uma área para arvorismo, pista de cooper e uma parede de escalada. No âmbito gastronômico, são três restaurantes, o Forneria di Como, que é especializado em culinária italiana, o Frontera Sur, que é de carnes nobres vindas da Argentina, e o Golf Grill, um espaço mais informal que serve café da manhã, almoço e jantar.

Entre os seus diferenciais, o Wish Resort de Guilherme Paulus conta com um dos Kids Club mais completos do país, ideal para as famílias com crianças, e um campo de golfe considerado profissional, que tem mais de 80 hectares de extensão.

 GJP Hotels & Resorts

A GJP Hotels & Resorts, cujas iniciais representam o nome de seu fundador, Guilherme Paulus, é administrada pela GJP Participações. No início, a rede começou com somente um empreendimento e, em alguns anos, alcançou o status de uma das principais redes hoteleiras do Brasil. Atualmente, o grupo administra 14 hotéis e resorts espalhados por todas as regiões do país e o seu projeto de crescimento prevê a inauguração de novos estabelecimentos nos próximos anos.

Com taxas de ocupação elevadas, quando comparadas a média nacional, os hotéis da rede estão em alta entre o público, sendo possível citar especialmente os exemplos do Saint Andrews e do Prodigy Hotel Santos Dumont Airport, ambos com estilos bem distintos mas com excelentes avaliações e muito bem recomendados.

Drones são muito úteis no agronegócio, exemplifica Flavio Maluf

Quando se fala em “drone”, hoje em dia, é quase certo que a pessoa já saiba do que se trata, afinal, as tecnologias estão cada vez mais presentes em nossas vidas. E os drones, como lembra o atual presidente do Grupo Eucatex, Flavio Maluf, mais ainda, e em vários setores, não apenas no militar, onde ainda se concentra em maior proporção (chega a 89%).

Dente essas várias funções, podemos exemplificar algumas, como a de combater-se o crime ou a de vigiar-se as fronteiras lembra Flavio Maluf, ou até mesmo a prevenção de incêndios. Fora dessa linha de segurança, ele também cita o monitoramento do clima, além de, nas mineradoras, ajudarem os drones na medição de volumes e determinação de curvas de nível. Mas o foco desse empresário está muito além dessas possibilidades, pois reporta que os drones não apenas servem para tudo isso ou apenas para filmagens, como devem pensar alguns, mas, de forma bastante eficaz, para o agronegócio propriamente dito.

Nesse meio, os produtores rurais vêm utilizando dos drones, por exemplo, para a contagem do gado, além de também servirem para a regularização das propriedades junto ao INCRA. Não parando por aí, Flavio Maluf lembra ainda que eles servem, de forma até óbvia, para o mapeamento dessas fazendas e de suas plantações, assim auxiliando, inevitavelmente, também no Cadastramento Rural Ambiental.

O empresário Flavio Maluf que, além de presidir o Grupo Eucatex, é também formado em engenharia mecânica pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), procurou detalhar melhor como funciona a contribuição dessa tecnologia em questão ao agronegócio. Tratou, assim, de explicar como as câmeras, que são de alta definição, quando embarcadas na aeronave, ou melhor, drone, propiciam um mapeamento de qualidade, feito enquanto sobrevoa-se o local de interesse.

Flavio Maluf fala sobre incentivos fiscais e os benefícios para as empresas

E são esses registros, segundo Flavio Maluf, depois lidos por um software específico, bastante inteligente por sinal, o qual consegue identificar sejam falhas no plantio sejam doenças nas plantas. Mas não para por aí, não, já que é possível detectar, além disso, se há falta de irrigação ou até carência de nutrientes, fora a discriminação de culturas e a detecção de ervas daninhas. Por fim, o empresário destacou algumas possibilidades mais, como a de poder-se contar as plantas e avaliar-se os seus respectivos crescimentos.

Seguir junto @flavio_maluf

Manaíra Shopping, de Roberto Santiago, mantém crescimento mesmo em tempos de crise

O shopping centers brasileiros alcançaram crescimento de 6,5% no ano de 2015. De acordo com informações retiradas do censo encomendado pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce), o segmento faturou aproximadamente R$ 150 bilhões naquele ano.

No estado da Paraíba o panorama não diverge daquele verificado a nível nacional. Mesmo diante o cenário de crise que aflige toda a economia brasileira, os shopping centers da região têm muitos motivos para comemorar. Um bom exemplo é o Manaíra Shopping, que pertence ao empresário Roberto Santiago, e que não para de crescer.

A pesquisa realizada de forma conjunta pela Abrasce e pelo Grupo de Estudos Urbanos (GEU), além de trazer boas notícias para o segmento, também conferem ao setor maior potencial de investimento. Esse contexto possibilita melhores condições para expansão e inovação, o que reflete diretamente na qualidade do serviço oferecido ao público.

O levantamento ainda revelou que o Brasil possui 538 centros de compra em funcionamento e cerca de 30 em fase final de construção – números que ressaltam o vigor do segmento. Outros dados apresentados pelo censo atestam o bom momento do setor: mesmo vivenciando um período de crise econômica, os shopping centers empregam mais 1 milhão de trabalhadores em todo pais; somente no ano de 2015, aproximadamente 54 mil postos de trabalho foram preenchidos em shoppings.

A força do nordeste

A região Nordeste é responsável, em números totais, pela segunda maior realização de vendas em shoppings, somente atrás da região sudeste. A Paraíba, com o impulso do empreendimento realizado por Roberto Santiago (Manaíra), celebra o avanço do setor e busca se reinventar constantemente, desenvolvendo as áreas comerciais e de lazer e diversão, o que gera impactos positivos nas vendas como um todo.

Segundo a gerente de marketing do Manaíra Shopping, Rafaela Barros, os centros de compra, para permanecerem sempre em foco, precisam se reinventar constantemente. O empreendimento de Roberto Santiago, dentre os cincos principais centros de compra do Paraíba, é o que possui a maior área disponível para locação de uso comercial (75 mil metros quadrados).

A gerente ainda salienta que o Manaíra, além de centro comercial, também se apresenta como espaço multiuso, oferecendo a seus clientes: academia de ginástica, faculdade e casa de shows – idealizados por conta do tino comercial de Roberto Santiago.

Números atestam o otimismo dos empresários

Os resultados positivos também contribuem para tranquilidade dos gestores nos shopping centers paraibanos. Segundo estudo divulgado recentemente e que analisou a confiança dos empresários em shopping centers, aproximadamente 40% dos empreendedores esperam que o segmente registre expansão de 5% no ano seguinte, mesmo que a crise ainda não tenha chegado ao fim. No mesmo levantamento, cerca de 60% dos empresários crê que os efeitos da crise não impactarão seus negócios.

Outra informação relevante apurada na pesquisa faz referência à intenção de consumo as famílias, que pelo terceiro ano consecutivo apresentou aumento em relação ao valor gasto em shoppings. O Manaíra, de Roberto Santiago, no ano de 2015, recebeu um movimento de aproximadamente 2 milhões de pessoas.